domingo, 25 de novembro de 2012

Por um amarelo menos banana...

Eu nasci loira. Mas, depois de bater a cabeça um tempo (16 anos, para ser exata), resolvi experimentar algumas outras cores. Fui morena, ruiva e até cor de burro quando foge (o ruivo durou 48 horas, apenas para constar). E desde os 17 anos eu sou loira novamente.

Gosto de alternar períodos MUITO loira com períodos mais discretos. Quem faz a minha cabeça hoje é o Adrian, do Jacques Janine do Shopping Eldorado. Conheci o trabalho dele muito por acaso, num dia que estava no shopping e deu o surto do retoque das luzes. Amo o Adrian e não o troco por ninguém. Ninguém não...quem também cuida do meu cabelo é o Didier Sé, do salão Marcos Proença. Fui assessora de imprensa deles por um ano e conheci o Didi lá. Amo muito. Recomendo de olhos fechados também.

Enfim...o grande problema em ser loira é que, se não cuidar, os fios tendem a ficar  muito amarelados, quase cor de casca de banana e eu (eu,que fique claro, tem gente que adora esse tom e não condeno) odeio cor de banana na minha cabeça.

O segredo para amenizar o cacho de bananas na cabeça é usar aqueles shampoos beeeeeem violetas. Roxo mesmo. Dá até medo de usar e ficar com o cabelo violeta. Mas eles são ótimos e tiram mesmo o amarelado.

Eu já testei de várias marcas: o famoso Silver, da L´Oreal; um da Amend (que não me lembro exatamente o nome, mas que adorei); o Platinum Blonde, da Paul Mitchell e o Silver Charge da linha Redkem Homme, da Redken.

De todos eles o que mais gostei foi o da Redken Homme.


Apesar de ter amado o da Paul Mitchell, senti que ele ressecava muito o meu cabelo. As pontas acabavam meio espigadas e não queria isso. Aí o Didier me indicou o mesmo tipo de shampoo, mas voltado para homens grisalhos. Resolvi testar e, sério, me apaixonei!

Ele não é tão cheiroso quanto seu irmão da Paul Mitchell ou Amend, mas trata muito melhor. A embalagem aconselha aplicar nos cabelos úmidos e deixar agir por um minuto. Como eu sofro de toc e acho um minuto muito pouco teimosa, resolvi que sete minutos são muito mais eficientes. Depois de agir, enxaguar o cabelo e continuar a lavagem como de costume. Sempre que uso este shampoo eu prefiro não usar o condicionador e aplicar uma máscara de tratamento. Acho que o resultado é um cabelo mais tratado.

Atenção: nenhum profissional aconselha o uso deste tipo de shampoo por mais de duas vezes por semana. Como ele tem pigmento, você corre o risco de ganhar uma tonalidade "avioletada" (inventei a palavra) na cabeça. De banana pra violeta não é muito legal.

O preço nos salões é salgadinho, cerca de R$70, mas como o uso é bem eventual, acho que vale o investimento.

Beijos!

Um comentário:

Roberta Fernandes disse...

Gostei muito da dica flor